Depois de uma série de perguntas respondidas, análises feitas e possibilidades colocadas em cima da mesa, as chances de erros na hora de gerir contabilmente o crescimento da sua empresa, sem se perder, têm ficado nula. Mas espremendo tudo, sabemos que ainda restam dúvidas, e há. Por isso, nesse artigo falaremos sobre os companheiros fieis desse nosso crescimento e os riscos que sempre existem na medida de expansão de qualquer empresa. O tal sinal amarelo pode ser uma ameaça, mas quando há um bom processo de gestão contábil por trás da empresa, há um planejamento garantindo que gato não seja lebre e que as ameaças sejam facilmente dribladas pela gestão do negócio.

 Crescendo em conjunto

A sua empresa, como contexto social, precisa necessariamente trabalhar com o público. Essa ideia de opinião pública remete, mesmo que de forma intrínseca, a um crescimento em conjunto. Entretanto, há uma grande diferença entre quem cresce junto e quem é diretamente influenciado (seja positivamente, seja negativamente) quanto o crescimento. Quem cresce em conjunto, faz parte da gestão contábil, pois atual diretamente com o controle de sucesso da empresa, seja auxiliando na difusão da mensagem da sua empresa, seja como objeto a ser deixado influenciado. Por isso mesmo que você precisa muito saber quem vai crescer ao lado da sua empresa e como eles poderão te ajudar.

Como esse método, então, cabe a você desenvolver lideranças, dentro de um diagnóstico organizacional, responsável em estudar as suas parcerias e avaliar o poderio de abastecimento de auxílio de cada uma delas no que se diz respeito a sucesso no mundo dos negócios. Nesse ponto, é muito importante uma estrutura de mentoria profissional, justamente para fazer esse balanço de forma isenta.Acompanhamento

Essa é hora onde a gestão do negócio será não só entrevistada, mas, sim, sabatinada. Sendo algo que faz bem, tanto para empresa de modo geral, quanto a transparência dos fatos.

Essa sabatina servirá para o mentor entender como a empresa trabalha, chegando, também, ao ponto de descobrir os pontos fracos e forte da empresa.

A entrevista permite a criação de uma identidade jurídica prática da empresa e a ideia de quais seriam as melhores parcerias que poderiam ser firmadas com essa empresa, que seria interessante dentro de uma via de mão dupla.

Por fim, a relação com o poder, dentro dos aspectos de liderança em potencial da parceria também são trabalhado dentro desse contexto de montagem estratégica que potencializa as ações desenvolvidas em cada parte da parceria e é de fundamental importância para o descobrimento da identidade da empresa, bem como o que ela pode fazer para crescer a cada dia.Adendo

No processo de mentoria empresarial, talvez salte aos seus olhos um fator fundamental para você como indivíduo empresário, a autocrítica. E esse processo de se criticar em todos os momentos para saber onde você está brecando o seu negócio de crescer, devido a questões pessoais do seu jeito e gênio, é muito importante.

O fato da sua empresa ser sua, até pode dar o direito prático de mandar e desmandar a torto e a direito, mas isso ser algo saudável são outros quinhentos. Logo, muitas vezes o empresário, até mesmo sem arrogância, mas, sim, com ímpeto e boa vontade acaba sendo uma pedra de tropeço para o seu próprio negócio.

Dê liberdade para gestores e chefes de departamento e não queira se meter em todo tempo em todos os processos do seu negócio, é surreal a medida em que a sua empresa vai crescendo. Esteja por dentro, dê dicas, imponha limites, mas não tente ficar com o dedo em cada processo em todos os tempos, pois isso vem a ser um freio de mão na perspectiva de crescimento da sua empresa.